quarta-feira, 13 de maio de 2009

Xeque-Mate


Os Xeque-Mate formaram-se no Porto em 1979. O grupo era formado por Francisco Soares (voz), António Soares (guitarra), Aurélio Santos (baixo) e Joaquim Fernandes (bateria).

Após alguns meses de ensaios deslocam-se à capital para gravar meia dúzia de temas nos Estúdios da Arnaldo Trindade. O primeiro single do grupo, com os temas "Vampiro da Uva" e "Entornei o Molho", é editado, pela Metro-Som, em Maio de 1981.

Dois anos depois, Aurélio Santos sai do grupo e é substituído por José Queirós.

Em 1983 gravam, com produção de Álvaro Azevedo, cerca de 15 temas no Angel Studio mas não conseguem obter resposta positiva de nenhuma das editoras contactadas.

Em 15 de Dezembro de 1984 participam no Festival Heavy Metal de Santo António dos Cavaleiros.

O guitarrista Paulo Barros entra para o grupo, em paralelo com os Tarantula, de forma a poderem conseguir reproduzir ao vivo mais fielmente a sonoridade dos temas gravados.

Em 1985 editam o disco "Em Nome do Pai...do Filho... e do Rock'n'Roll" através da editora portuense Horizonte. A formação do grupo incluía José Queirós, Paulo Barros, Francisco Soares, Joaquim Fernandes e António J. O disco, produzido pelo grupo e por Álvaro Azevedo, não traz os resultados esperados devido à promoção escassa.

São convidados a fazer as primeiras partes dos concertos de Wilko Johnson e Diamond Head.

Kim entra para o lugar de Joaquim Fernandes. Paulo Barros também sai nesta fase.

O grupo termina definitivamente em 1989.

A compilação "Grande Geracão do Rock - Histórico 1", editada pela Metro-Som, em 1997, inclui os temas "Vampiro da Uva" e " A Música Vai Estoirar".

Em 3 de Fevereiro de 2007 apresentam-se ao vivo no "Porto Rio". É inaugurada uma página na internet com o endereço http://www.xequemate.no.sapo.pt.


video

Sem comentários:

Enviar um comentário