terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Bernardo Moreira


Bernardo Moreira nasceu em Lisboa em 1965. Começou a tocar contrabaixo com 16 anos. Frequentou a Academia de Amadores de Música onde iniciou o estudo de Contrabaixo clássico com Fernando Flores. Na área do Jazz estudou com Niels Pederson, Rufus Reid e Reggie Workman.

Desde 1988 tem tocado em festivais internacionais de Jazz e em clubes com músicos como Eddie Henderson, Norman Simmons, Al Grey, John Stubblefield, Carl Burnett, Frank Lacy e Jimmy Ponder. Em 1991 tocou no Festival de Jazz Internacional de Lisboa com Daniel Humair e o trombonista Yves Robert. Tocou em Madrid com Valery Ponomarev.

Com o seu grupo Moreiras Jazztet tocou em Espanha, França, Angola, Moçambique, Açores e Madeira assim como por todo o País. Em 1992 realizou uma digressão na Bélgica e no Luxemburgo com o pianista Mário Laginha e outra em Inglaterra com os músicos ingleses Julian e Steve Arguelles. Participou numa homenagem a Art Blakey com Benny Golson, Curtis Fuller e Eddie Henderson. Em 1993 tocou em Cabo Verde com Mário Laginha e realizou uma digressão nos E.U.A. com o seu grupo Moreiras Jazztet, participando no Festival de Jazz Internacional de Durham na Carolina do Norte. No Verão desse ano, trabalhou com a cantora inglesa Norma Winstone e acompanhou o trombonista Conrad Herwig no Festival Internacional de Guimarães. Realizou ainda uma série de concertos com Freddie Hubbard com quem gravou ainda um CD do grupo Moreiras Jazztet. Já em 1994 acompanhou em Madrid o trompetista Art Farmer e tocou ainda no clube londrino Vortex. Em 1995 participou numa série de concertos com a cantora Maria Pia de Vito, em Espanha e Itália, e ainda com o saxofonista Ricky Ford, em Espanha.

É professor da classe de contrabaixo na Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal. Entre 1996 e 1997 participa no Festival de Jazz de Serralves, com o Quarteto de Enrico Rava; no Festival de Jazz da Gulbenkian, com a Big Band do Hot Club e a cantora Maria João e no Jazz Num Dia de Verão, com o Moreiras Quinteto. Efectuou vários concertos no País com Rich Perry, Jimmy Owens, Bruce Barth e Phil Markowitz. Os anos de 1998 e 1999 são particularmente movimentados com concertos na Dinamarca, Espanha, Itália, Bulgária, Angola, Alemanha, Costa do Marfim e Açores tocando com Moreiras Quinteto, Phil Markowitz, Ana Paula Oliveira e Bruce Barth. Na Culturgest, participou na homenagem a George Gershwin com Moreiras Septeto interpretando Porgy and Bess. No Festival de Jazz de Guimarães integrou a All Star Big Band dirigida por Michael Gibbs com músicos como Perico Sambeat, Mário Laginha, João Moreira, Nguyen Lê, Martin France e Julian Arguelles. No Jazz em Agosto de 99 na Acarte, com a Big Band do Hot Club participou numa homenagem a Duke Ellington ao lado do convidado Mark Turner. Realizou tournées com Benny Golson e Big Band do Hot Club Portugal, para além de ter apresentado o seu novo projecto musical «Homenagem a Carlos Paredes» no Festival de Jazz de Coimbra em Novembro do ano 2000. Ainda nesse ano participou na apresentação da suíte Viagens integrando o septeto de Pedro Moreira no Festival de Jazz de Guimarães e na Culturgest em Lisboa.

Em pleno séc. XXI, Bernardo Moreira tem-se afirmado cada vez mais como uma das forças maiores do jazz português, quer como líder (Sexteto Bernardo Moreira), como co-líder (o seu recente projecto com Paula Oliveira), ou como sideman, tendo-se apresentado ao vivo e/ou gravado, entre outros, com André Fernandes, Nuno Ferreira, Mário Laginha, Filipe Melo, Bruno Santos, Joana Machado, Pedro Moreira, Wayne Shorter (com Mário Laginha, Mário Barreiros e José Salgueiro e Orquestra Clássica do Porto dirigida por Robert Sadin), Kenny Wheeler (em big band, bem como em pequena formação com Julian Arguelles, Norma Winstone e Martin France), Bob Mintzer Big Band, Paulo Gomes e Fátima Serro.

Na sua discografia contam-se: Moreiras Jazztet com Freddie Hubbard, Luandando (Groove Jazz) - Eddie Henderso, Encontro em Lisboa (Groove Jazz), Bernardo Moreira Trio com Steve Slagle, Tudo Muda (Groove Jazz); Maria Viana, Just Friends (Timeless Records); Big Band Hot Club Portugal, Com Benny Golson, Curtis Fuller e Eddie Henderson (Polygram); Conrad Herwing + Trio de Bernardo Sassetti, Ao vivo no Festival de Jazz de Guimarães (Groove Jazz); Nanã Sousa Dias, Tom Maior (Groove Jazz); Quarteto de Mário Laginha, Hoje (Farol); Trio de Carlo Morena com Rick Margitza, The Next Music (Groove Jazz); Paulo Gomes e Fátima Serro, Conferência dos Sons (Up Beat); Bernardo Moreira Sexteto, Ao Paredes Confesso (Universal); André Fernandes, O Osso (TOAP); André Fernandes, Howler (TOAP); Joana Rios, Canta Ella Fitzgerald ao vivo no Hot Clube (TOAP); Filipe Melo Trio, Debut (Clean Feed); Paula Oliveira & Bernardo Moreira, Lisboa Que Adormece (Universal); Nuno Ferreira, À Espera do Verão (TOAP); -Marta Hugon, Tender Trap (Som Livre); Joana Machado, CRUde (TOAP).

videoRefs.:Y.B.M.,E.L.

Sem comentários:

Enviar um comentário