quinta-feira, 4 de junho de 2009

Ornatos Violeta


Os Ornatos Violeta foram uma banda portuguesa de rock alternativo, com fusão de algumas outras tendências, incluindo o ska e o jazz.

É originária da cidade do Porto, composta por Manel Cruz na voz, Nuno Prata no baixo, Peixe na guitarra, Kinörm na bateria e Elísio Donas nos teclados. Com apenas dois álbuns publicados, depressa se tornou uma referência na música portuguesa do final dos anos 90, embora a porção da sua carreira correspondente ao seu maior sucesso tenha durado apenas cerca de três anos, separando-se então os seus membros.

A banda junta-se em 1991, mas só editam um álbum seis anos mais tarde. Pelo caminho participaram em várias colectâneas e ganharam o prémio de originalidade do 7º Concurso de Música Moderna do Rock Rendez Vous. Existem muitas músicas elaboradas pela banda que não chegaram a ver a luz do dia, através de um disco.

Em 1997 lançam Cão!, o seu primeiro trabalho - que inclui o tema "Letra S", em dueto com Manuela Azevedo, vocalista dos Clã - um disco onde pela primeira vez se demonstrou a disponibilidade da banda de explorar um som misto, com o estilo específico de escrita de Cruz, para agrado de numerosos novos fãs e da maioria da crítica musical nacional.

No ano seguinte, no contexto da Expo 98, colaboraram na colectânea Tejo Beat, no qual participaram também Boss AC, Blasted Mechanism, Zen e Flood, com o tema "Tempo de Nascer".

O seu último álbum, O Monstro Precisa de Amigos chegou em 1999, demonstrando uma produção mais cuidada e, de forma geral, um estilo menos activo e mais contido. Produziu os singles, Ouvi Dizer, um dueto com Vitor Espadinha e Capitão Romance, com Gordon Gano, vocalista dos aclamados Violent Femmes. Foi ainda neste ano que colaboraram no disco XX Anos XX Bandas, um tributo aos 20 anos dos Xutos & Pontapés, como uma versão do tema Circo de Feras, cuja letra foi expandida.

O título previsto para o seu terceiro trabalho era "Monte Elvis", mas após algum especulação quanto ao futuro da banda, os Ornatos Violeta terminaram em 2002.

Álbuns de estúdio

* Cão! (1997)
* O Monstro Precisa de Amigos (1999)

Referencias da enciclopédia livre.
video

2 comentários:

  1. Grande primo!
    Excelente post! este blog é um exemplo para muita gente, que deixa esquecido no tempo bandas portuguesas que marcaram gerações.
    Os meus parabens por as tentares fazer renascer de novo ;)
    Esta banda tem letras espectaculares, é pena as advertencias pessoais que fizeram com que a banda nao continuasse, senão iriam ser um hino da música portuguesa certamente!


    um grande abraço Nunão *

    André.

    ResponderEliminar
  2. 5 estrelas, um dos melhores grupos do rock português...!

    Abraço

    Fino

    ResponderEliminar